Turma do Blog - MMA

Para a galera que curte assistir e comentar sobre MMA.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Irmãos Florentino Falcão - Boxe Olímpico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Irmãos Florentino Falcão - Boxe Olímpico em Sex Ago 10, 2012 2:24 pm

Vocês devem estar acompanhando os dois capixabas que já estão fazendo história conseguindo o melhor resultado do Brasil na história do boxe olímpico. Esquiva já está na final, e o Yamaguchi luta mais tarde. O pai deles, Touro Moreno, sempre foi famoso aqui no ES. Lembro de ainda guri ouvir falar das lutas dele, que continua na ativa com 75 anos. Moram aqui na minha cidade, na região metropolitana de Vitória. Segue uma matéria interessante, e o trailer de um documentário sobre o coroa:

RIO - Na casa de Touro Moreno é assim: o primeiro saco de boxe é o peito da mãe. Foi dessa maneira que Esquiva e Yamaguchi Falcão cresceram e se tornaram campeões da modalidade. Após anos de treinamentos no quintal de casa, os irmãos sobem ao ringue nesta sexta-feira com o bronze garantido e o sonho do ouro ainda vivo. Pela semifinal dos médios (até 75kg), Esquiva enfrenta o britânico Anthony Ogogo, às 11h (horário de Brasília). Pelos meio-pesados (até 81kg), Yamaguchi luta com o russo Egor Mekhontcev, às 18h (horário de Brasília).

- É o sonho de todo pai ver seus filhos brilharem. É uma emoção difícil de descrever. Não deixei de acreditar em nenhum momento. Eu sempre disse que seriam um fenômeno - conta Touro, que virou personagem de documentário (ver trecho acima) e está prestes a virar um longa.

Na casa simples em Jacaraípe, no município de Serra, na Grande Vitória, não há linha telefônica. Para conversar com o pai dos atletas é preciso ligar para o orelhão vizinho. Adegard Câmara Florentino, nome de batismo de Touro, mora no local há 10 anos. A casa foi o presente de um ex-aluno, seu fã. Nos fundos, um ringue de grama e a bananeira são o segredo da família.

- Agora, eles (Esquiva e Yamaguchi) moram em São Paulo com a seleção brasileira, mas, quando vêm aqui, a gente treina em casa, estuda os adversários e bate na bananeira - garante.

Aos 75 anos, Touro segue lutando. Em 2011, fez dois combates, com duas vitórias. Um dos adversários tinha 44 anos. O outro, “uns” 60. A imprecisão não para por aí. Touro tem “uns” 18 filhos em três casamentos. “É mais ou menos isso”, reforça um dos cunhados.

Desafetos calados na marra

O patriarca da família mantém sua saúde em dia com uma alimentação bem brasileira: arroz, feijão e verdura. Também bebe muita água. Os exercícios que faz são simples. Além das corridas de 10km, usa pesos feitos em casa para exercitar jabs e diretos. Para muitos, o fascínio de Touro pelo esporte era sinal de loucura.

- Mas hoje estão vendo que é diferente, tudo mudou. Hoje tiveram que acreditar. E na marra! - orgulha-se.

O coração está preparado para ver os dois filhos lutando pelo ouro. Se Esquiva, o mais novo da dupla, de 22 anos, vencer, enfrenta a final olímpica no sábado. Para Yamaguchi, de 24 anos, a decisão seria no domingo. Em caso de vitória de pelo menos um deles, o Brasil terá assegurado a maior campanha da história de um atleta, superando o bronze de Servílio de Oliveira, em 1968, e Adriana Araújo, na atual edição.

- Acho que dá mais do que bronze. Quero o ouro, mas o que vier temos que receber com humildade - prega.

Combate épico

Se Esquiva e Yamaguchi são bons filhos e nunca foram de brigar, o mesmo não pode ser dito do jovem Touro Moreno. Além das lutas de boxe e luta-livre, a mais famosa de suas histórias envolve uma briga real com marinheiros na zona portuária.

- Eu era bem mais jovem - desconversa com uma pausa, antes de completar. - Mas briguei contra uns 30.

Outro combate épico foi a sangrenta luta com Waldermar Santana nos anos 60. O duelo terminou em empate, mas foi encarado como uma conquista. Essa é uma das histórias contadas pelo documentarista Juliano Enrico, no média-metragem “Touro Moreno”, finalizado em 2007, e que deve virar um longa. As gravações continuam no Espírito Santo durante as lutas dos Jogos.

- Descobri a história dele em 2004. Fiquei chocado com aquele senhor com cara de Einstein, corpo de Stallone e falando como o Didi Mocó - recorda-se Enrico, já apegado à família de Touro. - É uma emoção que nunca senti na vida. Me sinto como se também tivesse ido às Olimpíadas.

Apoio por telefone

A cada luta em Londres, os irmãos Falcão não deixam de falar com o patriarca da família, que lhes dá conselhos e o apoio que os filhos precisam para atingirem o sonho da medalha olímpica.

- Ligo sempre antes e depois de cada luta para sentir a vibração do paizão - conta Esquiva.

Yamaguchi diz que o feito dos irmãos é um sonho da família sendo realizado.

- É uma emoção muito grande (conquistar uma medalha) e uma realização minha, do meu pai e de toda a minha família - conta Yamaguchi.

Para o Rio-2016, os irmãos podem ter uma companhia. É que Stevan Falcão venceu no ano passado o campeonato brasileiro na categoria 15 anos. Quem sabe até lá, a família já tenha realizado outro sonho: fazer Touro Moreno abandonar as lutas.

- Para frente a gente vai ver isso. Sou idoso agora - desconversa mais uma vez.

Fonte:O Globo



Última edição por Jeffersonaf em Sex Ago 10, 2012 8:03 pm, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário
Muito legal a matéria.

Eles lutam muito. A performance do Esquiva na semi-final foi a mais convincente de um boxeador que eu vi nessa Olimpíada.

Vamos ver como o Yamaguchi se sai. Os soviéticos são sempre complicados. Tomara que dê tudo certo. E que também não seja prejudicado, como foram a Adriana Araújo (que tomou um garfão na semi-final) e o Diogo Silva (na semi-final do TKD).


_________________
"I'm not surprise, motherfuckers"

"Vim para essa luta como um moleque gordo que acabou de sair da praia em Cabo"

"Não tive sparring"
Ver perfil do usuário
Neto,

Estou querendo arrumar o documentário completo. Viu o trailer?

Lembro que uns meses atrás passou uma matéria com o velho Touro Moreno no Esporte Espetacular. Ele desafiou o Eder Jofre, que levou na brincadeira. Também estou querendo encontrar as lutas de vale-tudo do Touro com o Waldermar Santana e com o Rei Zulu.

Ver perfil do usuário
Não vi ainda, vou ver em casa.

Vou dar umas pesquisadas nas lutas, acho difícil ter os vídeos, pela época, mas se achar algo, eu posto aqui.


_________________
"I'm not surprise, motherfuckers"

"Vim para essa luta como um moleque gordo que acabou de sair da praia em Cabo"

"Não tive sparring"
Ver perfil do usuário
Uma pena o Yamaguchi ter perdido. Mas foi daquelas derrotas que não dá nem pra lamentar, o russo foi muito superior. A diferença de tamanho dos dois era grande e o russo é do tipo que bate doído. Mas o bronze já foi um grande feito!


_________________
"I'm not surprise, motherfuckers"

"Vim para essa luta como um moleque gordo que acabou de sair da praia em Cabo"

"Não tive sparring"
Ver perfil do usuário
Eu estava no trânsito, só conferindo pelo twitter. Mas deixei gravando, e vou ver mais tarde. Mas um amigo falou exatamente isso, que o russo era muito maior. Deve ser porque o Yamaguchi está lutando em uma categoria acima. Mas realmente foi um feito memorável. Amanhã é torcer pelo Esquiva, mas dizem que o japonês é encardido.

Ver perfil do usuário
Mais um trecho do documentário. Nesse fala da luta com o Waldemar Santana, e mostra algumas cenas dessa luta.




Outro trailer:

Ver perfil do usuário
Que roubalheira que foi a luta do Esquiva. Uma vergonha!!! Desanimou!!! Surrou o japa, não dá pra entender como deram 5x3 no 1R pro japa e não satisfeitos, arrumaram uma punição sem cabimento pro Esquiva no 3R, que foi o que decidiu. Roubalheira!!!


_________________
"I'm not surprise, motherfuckers"

"Vim para essa luta como um moleque gordo que acabou de sair da praia em Cabo"

"Não tive sparring"
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum